AGRONEGÓCIO

Academia Nacional de Agricultura nomeia 4 novos membros

Entre eles, Jacyr Costa Filho, diretor da Região Brasil da Tereos, passa a integrar a entidade, promovida pela SNA

Da esq.: Antonio Alvarenga, presidente da SNA; ministro Paulo Guedes; Roberto Castello Branco, presidente da Petrobrás; Jacyr Costa Filho, diretor da Tereos; e João Martins da Silva Júnior, presidente da CNA. (Foto: Raul Moreira)

A Academia Nacional de Agricultura nomeou quatro novos membros na última sexta-feira, dia 15, em solenidade que comemorou os 122 anos da SNA (Sociedade Nacional de Agricultura). Presidida por Caio Carvalho, a academia atua na discussão e promoção de políticas nacionais relacionadas ao agronegócio. Além do diretor do Grupo Tereos, Jacyr Costa Filho, assumiram uma cadeira na entidade Evaristo de Miranda, pesquisador da Embrapa; João Martins da Silva Júnior, presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA Brasil); e Claudio Pereira, empresário das áreas de finança e publicidade.

O evento contou com a participação do presidente da SNA, Antonio Mello Alvarenga, do ministro da Economia, Paulo Guedes; do presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco; do presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes; do ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues; entre outras personalidades do mundo político e empresarial.

“É essencial que o nosso segmento tenha representatividade e voz ativa sobre temas pertinentes, apresentando ideias e projetos concretos”, disse o executivo durante a cerimônia de posse, no Rio de Janeiro. Entre os assuntos de interesse comum, Jacyr Costa Filho destacou o RenovaBio. “O grande mérito desse programa nacional do biocombustível está em estimular a inovação e a eficiência, reduzindo os custos para o produtor e trazendo mais competitividade ao mercado”.

Costa Filho lembrou que o programa teve sua pedra fundamental colocada pela ex-ministra do Meio Ambiente, Izabel Teixeira, membro da Academia, ao incluir os bicombustíveis na agenda brasileira da COP21, em Paris. De acordo com Costa Filho, o RenovaBio trará uma importante contribuição para diminuir a emissão de gases de efeito estufa e posicionar o Brasil no papel de grande protagonista no desenvolvimento sustentável do planeta.

Na Academia Nacional de Agricultura, o executivo da Tereos se junta a um seleto grupo formado por membros de prestígio no segmento, como os ex-ministros Roberto Rodrigues, Rubens Ricúpero e Antônio Delfim Neto. O conselho é mantido pela SNA, associação inspirada na Académie d’Agriculture de France.

Jacyr Costa Filho tem ampla atuação em diversas entidades do setor. Atualmente, preside o Cosag (Conselho Superior do Agronegócio da Fiesp), é conselheiro da UNICA (Únião da Indústria de Cana-de-Açúcar) e, desde janeiro, integra a diretoria da ABAG (Associação Brasileira do Agronegócio).

Da esq.: Caio Carvalho, presidente da Academia Nacional da Agricultura; Antonio Alvarenga, presidente da SNA; e Jacyr Costa Filho, diretor da Tereos. (Foto: Raul Moreira)

Valorizar as matérias-primas agrícolas para o desenvolvimento de produtos alimentícios de qualidade é a nossa visão. Tereos é uma líder global nos mercados de açúcar, álcool, etanol e amidos. Os compromissos do grupo com a sociedade e com o meio ambiente têm contribuído com a performance da companhia no longo prazo, enquanto reforça nossa atuação responsável. O grupo Tereos reúne 12 mil produtores cooperados e possui com reconhecido know-how no processamento de beterraba, cana-de-açúcar e cereais. Operando 49 unidades industriais e contando com 25.000 colaboradores em 17 países, Tereos atende seus clientes em seus mercados locais, com uma oferta ampla de produtos. No período de 2017/18, o grupo obteve uma receita de 5 bilhões de euros.Sobre a Tereos

Tereos no Brasil

A Tereos no Brasil é composta pela Tereos Açúcar & Energia Brasil, Tereos Amido & Adoçantes Brasil e Tereos Commodities Brasil. No noroeste do Estado de São Paulo, a melhor área agrícola brasileira para o cultivo de cana-de-açúcar, a Tereos Açúcar e Energia Brasil – detentora da marca Guarani, voltada para o varejo, e produtora de etanol e energia elétrica, proveniente da cogeração do bagaço de cana-de-açúcar – concentra suas sete unidades de processamento (Andrade, Cruz Alta, São José, Severínia, Mandu, Tanabi e Vertente) e duas refinarias (Cruz Alta e Andrade). Tereos Amido & Adoçantes Brasil, com operação em Palmital (SP), diversifica o portifólio da Tereos Brasil com a fabricação de produtos derivados de milho e mandioca. A Tereos Commodities opera como trading e possui escritórios em sete países.

Fonte: Inforex

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar
Fechar