COMÉRCIO

Apesar da pandemia, 58% dos consumidores pretendem presentear nesse Dia das Mães

Considerada uma das datas comemorativas mais importantes para as famílias brasileiras, historicamente, o Dia das Mães também desempenha um papel central para o faturamento do comércio varejista no primeiro semestre do ano. Diante das medidas restritivas impostas por diversos estados do país, com o intuito de conter o avanço da disseminação do novo coronavírus (Covid-19), lojistas e shopping centers se veem num cenário desafiador, com portas fechadas e receitas comprometidas. Contudo, mesmo diante da condição de quarentena/isolamento social, 58% dos consumidores pretendem comprar um presente nesse Dia das Mães. É o que revela o levantamento realizado pela ShopFully, plataforma de geolocalização especializada em shoppers, que faz o acompanhamento de toda a jornada de compra do consumidor, do planejamento à aquisição, influenciando o fluxo de clientes nas lojas físicas e e-commerces.

Na pesquisa sobre comportamento e intenção de compra realizada entre os dias 24 e 26 de abril, foram entrevistadas 1.674 pessoas de todas as regiões do Brasil, sendo a maior parte do público composta por mulheres (71%), na faixa dos 30 aos 39 anos (31%). Além do expressivo percentual de respondentes que afirmaram que irão comprar presentes na data, 55% afirmaram que já estavam realizando pesquisas com o intuito de verificar promoções, comparar preços e encontrar as melhores ofertas. Os dados ainda revelam que pouco mais de 11% dos entrevistados realizaram pesquisas com 7 dias de antecedência à compra, dado muito semelhante ao apurado em 2019, quando o percentual foi de 13,5%. De acordo com a ShopFully, 50% dos respondentes realizaram as pesquisas em sites ou aplicativos de ofertas.

Entre os presenteados na data, foi encontrada grande variedade de público. Como era esperado, a maior parte dos pesquisados pretende comprar alguma lembrança para as mães (81%), mas as sogras, esposas, avós não passam despercebidas, somando pouco mais de 44% das intenções gerais.

Já o produto preferido para aquisição pelos entrevistados, foi enquadrado na categoria Vestuário (40,23%). O ranking é seguido por Cosméticos (32%), Acessórios (24,3%) Eletrodomésticos (19,5%) e Eletrônicos (22%). Os valores investidos nos presentes estão na faixa de até R﹩ 50,00 para 20% dos entrevistados e até R﹩ 100,00 para 38% dos consumidores. 17% disseram que pretendem gastar até 150,00 e 11% vão investir até R$ 200,00. No entanto, mais do que o preço, a qualidade do produto é um fator importante que está sendo considerado por 61% dos consumidores na hora de comprar o presente.
E, pelo segundo ano consecutivo, o destaque Top of Mind, foi para O Boticário, marca associada ao Dia das Mães para 11% dos entrevistados.

Fonte: Inforex

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar
Fechar