COMÉRCIOINDÚSTRIA

Bettanin aumenta capacidade de fabricação na categoria de sacos para lixo

As mudanças nos hábitos de consumo provocam transformações constantes no varejo. A categoria de Sacos para Lixo é uma das que tem sentido o impacto das novas tendências, provocado especialmente pela diminuição do uso das sacolinhas de plásticos nos supermercados.

Diante desse cenário, a Bettanin vem trabalhando no projeto de fabricação própria do produto desde 2017, quando adquiriu sua primeira máquina extrusora. Hoje, a empresa possui dois parques fabris, que contam com seis equipamentos, o que sextuplicou sua capacidade de fabricação. Segundo Aguinaldo Fantinelli, diretor geral da Bettanin, a empresa acredita que ainda há muito espaço para crescer. “Os consumidores estão cada vez mais preocupados com a sustentabilidade, buscando soluções eficientes para lidar com o lixo. Quando falamos em sacos para lixo em especial, saem na frente as marcas que conseguem oferecer produtos resistentes, que conferem praticidade à rotina de armazenamento e descarte de resíduos,” explica.

A principal aposta da Bettanin para atuação neste mercado são as marcas EsfreBom e Brilhus. “Usar a força de EsfreBom e Brilhus é uma forma de comunicar ao consumidor que seus sacos para lixo também são produtos para se adotar e confiar, pois garantem segurança, praticidade e eficiência na rotina.”

Atualmente, EsfreBom conta com o total de 17 SkUs, nas versões almofada e rolo, convencional e reforçada, e capacidades de 8L, 15L, 30L, 50L, 60L, 100L, 110L, 150L e 200L. A marca Brilhus  com 10 SKUs, incluindo em seu portfólio sacos para lixo em versões almofada e rolo, nas capacidades de 15L, 30L, 50L, 100L, 150L e 200L.

Fonte: Inforex

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar
Fechar